Estudo relaciona redes sociais ao bullying


Facebook é o maior terreno para agressores, segundo a McAfee

ciberbullying

Um estudo conduzido pela companhia de segurança digital McAfee revelou qual é a participação das redes sociaisno bullying. Nos Estados Unidos, oFacebook é parte bastante ativa do problema.

Segundo o levantamento, 92.6% dos adolescentes disseram que a rede social de Mark Zuckerberg se tornou terreno para os provocadores. O índice é bem maior do que os relatados quanto a Twitter (23.8%), MySpace (17.7%) e ferramentas de comunicação instantânea (15.2%).

Dos alvos, 65.8% respondem ao agressor, sendo que 35% o fazem pessoalmente. Mas outros 15.4% passam a evitar a escola, até porque 4.5% acabam enfrentando um confronto físico em função das provocações.

Vinte e cinco porcento dos adolescentes entrevistados afirmaram ser vítimas de cyberbullying, enquanto 2/3 deles já presenciaram comportamento cruel na internet. E apenas 10% dos pais têm consciência dos ocorridos.

Reprodução

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s