50 anos depois, a humanidade conseguiu alcançar os Jetsons?


Desenho animado adiantou boa parte das invenções da atualidade, mas será que todas pegaram?

Rosie dos Jetsons

A humanidade chegou à metade da idade que separa o tempo em que os Jetsons foram criados, em 1962, do período em que os personagens efetivamente viviam, em 2062. Mas será que o estilo de vida da família futurística mais famosa dos desenhos animados foi alcançado por nós, os personagens do mundo real?

Motivados por essa pergunta e como forma de homenagear a criação do estúdio Hanna-Barbera, o pessoal do Advertising Age listou as 10 principais “propostas” da animação cinquentenária e as comparou com a realidade. Grande parte daquilo até hoje não se concretizou, outra parte foi até superada, mas todas estão pelo menos em processo de desenvolvimento.

Talvez a mais polêmica das ideias apresentadas pela família seja a clonagem humana. Em um episódio, o pai, George, resolve copiar a si mesmo para ficar em casa descansando enquanto seu outro-eu trabalha. É algo que enfrenta forte resistência no mundo real, proibido por vários países, mesmo já tendo sido testado inúmeras vezes com animais. Espera-se que seja possível controlar a extinção de algumas espécies (ou reviver outras) com a técnica, mas os humanos ficam de fora.

Também não chegamos à jornada de trabalho de George, que só ficava no escritório durante 3 horas por dia e, mesmo sendo responsável apenas por apertar um botão, vivia reclamando com seu chefe. Em comparação, muitos países proibiram que se trabalhe por mais de 48 horas na semana, o que dá 8 horas por dia se você contar sábado ou domingo.

Já as viagens à Lua, frequentes no desenho, estão começando a se tornar realidade, assim como os carros voadores. Tudo de forma lenta, mas o AdAge salienta que “estamos mais perto do que nunca”. Robôs como Rosie, a empregada, estão próximos também: o mais avançado da atualidade é o Asimo, da Honda, que fala, anda e interage com humanos.

Por outro lado, enquanto os Jetsons necessitavam de uma tela fixa para efetuar videochamadas, hoje podemos conversar via computador, tablet, smartphone e por outros meios. Opções como Skype, FaceTime, Hangount deixatam a família para trás.

E você, acha que em 50 anos alcançaremos a família em todos os aspectos?Confira aqui a lista completa de comparações.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s