Justiça brasileira proíbe YouTube de veicular vídeo sobre Maomé


Produção teria causado revoltas islâmicas ao redor do mundo

Inocência dos Muçulmanos

Parece que este não é o mês do Google Brasil. Após a Justiça Eleitoral do país terexpedido mandatos de prisão contra dois grandes executivos da companhiapor causa do YouTube, agora o site será obrigado a censurar um vídeo que teria sido estopim para revoltas islâmicas ao redor do mundo.

A decisão saiu nessa terça-feira, 25, e partiu do juiz Gilson Delgado Miranda, da 25ª Vara Cível, em São Paulo. Segundo o Estadão, o Tribunal de Justiça acatou a um pedido da União Nacional Islâmica contra a gigante de buscas.

O vídeo em questão é um trailer do filme “Inocência dos Muçulmanos”, que zomba do profeta Maomé. A peça tem sido atribuída a diversos protestos anti-Estados Unidos, inclusive um que acarretou na morte do embaixador do país na Líbia, Christopher Stevens.

Agora o Google tem dez dias para tirar a produção do YouTube. Caso descumpra a ordem, a companhia terá de pagar multa diária de R$ 10 mil, mas ainda cabe recurso.

Enquanto no Brasil o filme terá sumir, em outros países ele continuará a ser exibido. “Este vídeo – que está amplamente disponível na web – está claramente dentro de nossas diretrizes e, portanto, vai permanecer no YouTube”, informou o Google em comunicado, na semana passada.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s