Golpes em redes sociais e dispositivos móveis ameaçam brasileiros


Estudo da Norton/Symantec coloca Brasil como 3º país em perdas por cibercrime

Segurança movel

Daniel Junqueira

O Brasil já é um dos principais países em número de vítimas de ameaças virtuais, e cibercrimes custam R$ 16 bilhões anualmente ao país. Isso é o que indica o estudo Norton Cybercrime Report 2012 divulgado nesta quinta-feira, 4, em evento realizado pela Norton/Symantec em São Paulo.

No mundo inteiro, os golpes virtuais causaram cerca R$ 220 bilhões em danos. A China, com R$ 92 bilhões, é o país com mais perdas causadas pelo cibercrime, seguido pelos Estados Unidos, com R$ 42 bilhões. O Brasil aparece em terceiro empatado com a Índia. Ao todo, em 2011, 28,3 milhões de brasileiros foram alvos de algum tipo de ameaça.

O estudo indicou uma alteração nas ameaças que mais causam danos aos usuários. De acordo com a companhia, os usuários já estão se protegendo das formas tradicionais de golpes virtuais e, por isso, cibercriminosos encontraram novas formas de atacar.

Agora, muito mais do que enviar um email com um link comprometido, os golpes também são sociais e móveis – aparecem em redes sociais e em smartphones.

“As pessoas esquecem da segurança no tablet e no smartphone. Elas têm soluções no notebook e desktop, mas não no dispositvo móvel”, explicou Adam Palmer, analista-chefe de crimes cibernéticos da Norton. Um bom exemplo da transformação dos ataques virtuais está no aumento dos golpes feitos a dispositivos móveis. Em 2011, a empresa detectou o dobro de ameaças em relação a 2010.

Em dispositivos móveis, os golpes não são exclusivos de smartphones. O estudo aponta que 44% dos brasileiros já receberam mensagens SMS de destinatários desconhecidos pedindo para clicar em um link ou discar um núemro que cai em uma caixa postal. Esses ataques normalmente são feitos em forma de supostos sorteios que os usuários ganharam – eles precisam entrar no link ou ligar para o número para saber mais sobre uma casa ou um carro que supostamente ganharam. 

Vítimas

Os brasileiros estão entre as maiores vítimas de golpes virtuais no mundo. A pesquisa indica que 75% dos internautas brasileiros já sofreram algum golpe. O Brasil é o 4º com a maior média, atrás de Rússia (92%), China (84%) e África do Sul (80%). A média mundial é de 67%.

No último ano, 56% dos brasileiros já sofreram algum tipo de golpe virtual, e cada um desses ataques custou, em média, R% 562 por vítima. A média mundial é de R$ 394 por vítima.

O infográfico abaixo, produzido pela Norton/Symantec, mostra um pouco do panorama mundial de ameaças móveis e sociais:

Reprodução 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s