Apple está em decadência, afirma ex-funcionário


Morte de Jobs, fracasso do Maps e lançamento precoce do iPad 4 mostram que empresa mudou

Mesa de cozinha da Apple

A Apple era uma empresa com Steve Jobs e, sob o comando de Tim Cook, é uma companhia diferente que está em decadência. Quem afirma isso é Dan Crow, um ex-funcionário da empresa que escreveu ao jornal inglês Guardian sobre os motivos que estão causando a queda da companhia.

Crow trabalhou na Apple no final da década de 1990 e estava lá quando Steve Jobs retornou à empresa e conduziu ao crescimento até se tornar o que é hoje. Ele saiu da companhia bem antes do falecimento de Jobs, em 2011, mas afirma que algumas das ações tomadas por Tim Cook nesses seus primeiros anos no comando da Apple indicam que a empresa já passou do seu auge e agora está em decadência.

“Existem muitos sinais. O mais recente e visível é o fiasco do Maps. Trocar o Google Maps por um produto obviamente inferior mostra como a Apple mudou”, disse o antigo funcionário. Crow lembra que, mesmo em produtos que não foram bem sucedidos como o Cube, lançado em 2000, a Apple tentava entregar aos seus consumidores a melhor experiência possível. E, quando o Maps chegou ao iOS 6 praticamente inacabado, é um sinal de que a busca pela perfeição da era Jobs já não faz parte do cotidiano da companhia.

“O sucesso da Apple sempre esteve em oferecer aos usuários a melhor experiência possível, e agora ela oferece uma experiência claramente inferior por causa de seus interesses corporativos”, afirmou, lembrando das disputas entre Apple e Google que podem ter motivado a troca do serviço de mapas do iPhone e do iPad.

O lançamento precoce do iPad 4, apenas sete meses após o iPad 3 chegar ao mercado, é mais um indício de que as coisas mudaram, segundo Crow. “Ele não oferece melhorias significativas em relação à versão anterior”, disse. “Essa atualização não é o tipo de lançamento mágico de produtos que a construiu a reputação da Apple.”

As recentes demissões de dois executivos do alto escalão da empresa também são sinais da decadência da Apple, de acordo com Crow. “Enquanto a saída de Scott Forstall ganhou as manchetes, é importante destacar o destino de John Browett. Ele estava no comando das lojas da Apple, um componente vital do sucesso da empresa na última década”, afirmou.

Para o antigo funcionário, a perda de Jobs foi devastadora na Apple e, por mais que a filosofia do fundador ainda seja levada em consideração por muitos dos funcionários, é difícil imaginar a Apple sendo a mesma companhia inovadora que executa as ideias com perfeição como era na primeira década deste milênio. Crow afirma que o auge da Apple em inovação, liderança e criatividade foi o começo de 2012. A partir daí a companhia tornou-se decadente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s