Motorola é campeã de reclamações no Brasil


Ranking ainda revela que a Apple foi quem menos resolveu os problemas dos clientes no país

motorola

A fabricante de celulares que mais irritou os consumidores brasileiros em 2012 foi a Motorola, de acordo com ranking divulgado pela Fundação Procon nesta terça-feira, 7.

A empresa pertencente ao Google foi alvo de 788 reclamações durante o ano e apresentou um dos índices mais baixos de resolução dos problemas.

Nokia, com 624 reclamações, e Samsung, com 567, aparecem logo em seguida. Fecham o top 5 LG (391) e Sony (146).

Os problemas mais relatados pelos consumidores foram vícios de qualidade, que motivou 3,7 mil reclamações, não entrega ou atraso na entrega (2,4 mil), descumprimento ou cancelamento de contrato (769) e propaganda enganosa (138).

Paulo Arthur Góes, diretor executivo do Procon em São Paulo, acredita que as multinacionais adotam políticas de pós-venda no Brasil muito inferiores às aplicadas em outros mercados. “Se em determinados países trocar um celular com defeito é algo muito simples, aqui o consumidor precisa muitas vezes recorrer a um órgão público como o Procon ou até mesmo ao Poder Judiciário.”

Com 66 reclamações, a Apple figura como uma das menos problemáticas e só não foi a melhor porque está atrás de Multilaser (48) e Digibras-CCE (44). Entretanto, a marca da maçã foi a que menos ajudou os clientes, com índice de solução de 52%.

A segunda pior foi a Motorola (53%), seguida por Multilaser (58%), Huawei (63%) e Digibras (64%). Já a Samsung resolveu 95% dos problemas apresentados à empresa.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s