Ataque pode ter quebrado anonimato da rede da Deep Web


 

O Tor, serviço de rede famoso por oferecer privacidade e anonimato aos seus usuários emitiu um alerta avisando que sofreu um ataque com o objetivo de revelar a identidade das pessoas do serviço. A fundação diz que qualquer um que usou a rede entre fevereiro e 4 de julho deste ano devem assumir que foram afetadas.

De acordo com a entidade, no entanto, provavelmente não se trata de uma tentativa de roubo de identidade, ou até mesmo de vigilância governamental. O Tor crê que o ataque veio de pesquisadores da Universidade Carnegie Mellon, pela equipe de respostas a incidentes de segurança.

Em uma conferência Black Hat neste ano, o grupo cancelou uma apresentação onde falariam sobre a possibilidade de “desanonimizar” o Tor, dando a entender que haviam conseguido algum jeito de burlar a criptografia do sistema. O ataque em questão pode ter sido realizado por eles para mostrar a possibilidade, embora a equipe ainda não tenha confirmado.

Ainda não se sabe, no entanto, a quantidade de dados recebidos e armazenados que foram “desenterrados” pelo ataque, mas o Tor não é otimista. “Se o ataque foi realmente relacionado à pesquisa feita pela Carnegie Mellon, então, a julgar pelo resumo da pesquisa escrito para a apresentação, o ataque conseguiu desanonimizar usuários e serviços escondidos”, diz Runa Sandvik, porta-voz do Tor Project ao Gizmodo.

Se realmente o ataque for resultado de pesquisa acadêmica, esta é a melhor das possibilidades para quem quer manter o anonimato na rede. No entanto, se isso aconteceu, significa que outras pessoas com más intenções, ou então governos, poderiam fazer o mesmo, e talvez até já tenham feito.

Via Gizmodo

Hacker usa caixa eletrônico para rodar o jogo clássico Doom


 

Hackear um caixa eletrônico normalmente é algo que pode resultar em sérios problemas jurídicos, mas um australiano o fez de uma forma divertida. Ed Jones, que atende pelo apelido de Aussie50, conseguiu transformar a máquina em um árcade capaz de rodar o jogo clássico Doom.

Em um vídeo divulgado no YouTube, Jones agradece a seu colega Julian por resolver questões de software, cabeamento e lógica. Fica a dúvida sobre como ele conseguiu ter acesso a uma máquina do tipo para poder brincar e se ele tinha qualquer outro objetivo de hackear pelo prazer de hackear.

Ele diz que conseguiu transformar o teclado do caixa em um controle e utilizar o painel lateral como maneira de selecionar as armas. Ed Jones também diz que a impressora do recibo seria capaz de imprimir a sua pontuação ao final do jogo.

Nos comentários do vídeo no YouTube começaram a surgir pedidos para outros jogos, como Minecraft. O hacker, porém, diz que não quer mexer muito no hardware original para possibilitar a execução de jogos mais novos. Isso porque o caixa não tem um slot PCI Express, então é difícil trocar a placa de vídeo ou a memória RAM.

Você pode conferir sua peripécia no vídeo abaixo. Ao entrar em seu canal no YouTube, você também pode assistir a ele jogando Doom em outras plataformas esquisitas como um outdoor de LED.

 

 

 

 

PS4 agora tem suporte a filmes em 3D


 

Quem pode contar com um PlayStation 4 em casa agora também poderá assistir a Blu-rays em 3D com o console.

A Sony anunciou a disponibilidade da versão 1.75 do sistema, que traz o suporte aos filmes tridimensionais.

A liberação dessa atualização começou pela Europa nesta terça-feira, 29, e logo ela deve estar disponível a todos que têm o console.

Lumia 1020 chega ao Brasil em outubro somente na versão 64 GB


Dispositivo será exclusividade da Vivo nos primeiros meses após lançamento

 

Tecmundo esteve com o aparelho no evento de Londres. (Fonte da imagem: Arquivo/Tecmundo)

 

O mais novo smartphone top de linha da Nokia, o Lumia 1020, vai chegar ao Brasil em algum momento de outubro deste ano. A informação foi confirmada pela fabricante em um evento em Londres em parceria com a Telefonnica, empresa que controla a operadora brasileira Vivo. Para que seja compatível com as redes 4G do país, o Lumia 1020 será comercializado por aqui apenas na sua versão com 64 GB de armazenamento — o dobro do modelo vendido internacionalmente — que tem diferenças no chip para recepção LTE.

No momento do lançamento, o aparelho da Nokia será exclusividade da Vivo, mas nem a operadora ou a fabricante confirmaram o preço pelo qual ele deve ser vendido nas lojas, limitando-se a falar em um “preço competitivo” apenas. Fora isso, além das diferenças de hardware para a conexão LTE e armazenamento interno, o Lumia 1020 não deve ter maiores modificações para nosso mercado.

A Nokia ainda informou que o aparelho deve chegar ao Brasil nas cores amarela, branca e preta. A capa com bateria extra para o smartphone também será comercializada por aqui, a qual deve aumentar em até 50% o tempo de duração das cargas.

O Lumia 1020 da Nokia é um smartphone para quem quer fotografar qualquer coisa com qualidade. Confira as especificações oficiais do dispositivo:

  • Sistema operacional: Windows Phone 8;
  • Tela: AMOLED de 4,5 polegadas;
  • Resolução: 1280×768 pixels;
  • Densidade de pixels: 332 ppi;
  • Processador: dual-core S4 de 1,5 GHz;
  • RAM: 2 GB;
  • Armazenamento: 64 GB;
  • Câmera: 41 megapixels, abertura F/2.2;
  • Bateria: 2.000 mAh;
  • Espessura: 10,4 milímetros;
  • Peso: 158 gramas.

Análise: iPhone mais barato é ‘pegadinha’ para ganhar dinheiro


(Foto: Divulgação)

 


A expectativa de todo o mercado era de que o iPhone 5C seria a aposta da Apple para tentar entrar no mercado de smartphones baratos e oferecer um competidor dos Androids com uma faixa de preço intermediária. Agora que todas as informações já foram confirmadas, fica evidente que o modelo não deve ser “barato”. Muito pelo contrário.

A estratégia da companhia agora ficou clara. Trata-se da maximização dos lucros com os iPhones antigos. É fácil entender: a Apple sempre teve “iPhones mais baratos”, que eram os modelos anteriores ao lançamento mais recente, que sempre viam um corte de preço assim que um aparelho novo é lançado. Agora isso deixará de existir.

Isso porque a Apple vai encerrar a comercialização do iPhone 5 para dar lugar ao iPhone 5C, que, basicamente, é o mesmo aparelho com um acabamento diferente, de policarbonato, também conhecido popularmente como “plástico”.

Como modelo antigo, o iPhone 5, que era vendido por preços a partir de US$ 650, veria uma redução natural de custos de US$ 100, provavelmente. Com isso, ele atingiria a faixa de preço anunciada para o iPhone 5C, de US$ 550.

Desta forma, ambos os dispositivos se equivalem em especificações e preço final para o usuário. O que não é igual são os custos de produção que a Apple terá. Na média, explica o professor João Carlos Lopes Fernandes, professor de Engenharia de Computação do Instituto Mauá de Tecnologia, a substituição de um componente pelo outro diminui os custos a taxas entre 15% e 30%. (Leia a entrevista)

Resumindo: a substituição do iPhone 5 pelo iPhone 5c reduz os custos de produção, trocando o acabamento de alumínio pelo plástico. Contudo, o preço continua o mesmo, já que o 5 veria uma redução natural após o lançamento do 5s.

E isso deve se refletir no Brasil, chutando para o alto qualquer ideal de que o aparelho seria uma alternativa “barata”. Fazendo um cálculo simples, observando o lançamento do iPhone 5 no ano passado, o aparelho de US$ 650 custava a partir de R$ 2,3 mil. O 5C, por US$ 550, se mantivesse este cálculo proporcional, custaria R$ 1,9 mil, o que está bem longe de ser um preço popular. O valor também está de acordo com os preços cobrados pela Apple pelo produto anterior pouco após o lançamento de um novo no país.

Tablet gigante ultra HD da Panasonic custará R$ 14 mil


O Toughpad 4K, tablet da Panasonic com tela de 20 polegadas e resolução quatro vezes superior à HD, será lançado até o fim do ano nos Estados Unidos e na Europa por US$ 6 mil, equivalente a quase R$ 14 mil. A confirmação aconteceu na feira tecnológica IFA 2013, que acontece na Alemanha.

 

A companhia já havia mostrado o protótipo do produto no começo do ano na CES, principal evento do setor, nos Estados Unidos. De lá para cá, poucas informações a seu respeito foram ventiladas na imprensa especializada.

Duas versões serão colocadas à venda, com 4 e 8GB de memória RAM e armazenamento de até 256 GB, com cartão SSD. O processador é um Intel Core i5 e a placa de vídeo é a NVIDIA GeForce 745M, com 2 GB. O peso é de 2,3 kg.

O tablet rodará Windows 8.1 e parece ser voltado ao mercado corporativo por causa de suas configurações pesadas e preço salgado. Por ser grandão, o aparelho possui uma caneta acoplada para facilitar o manuseio.

Nova tela para celular da LG é 4x melhor que a HD


(Foto: Divulgação)

inShare2


A LG anunciou hoje ter desenvolvido o que acredita ser o futuro das telas de smartphones. Com 5,5 polegadas, o display tem a maior resolução e densidade de pixels já vistas no setor de smartphones, e foi feito na intenção de atender à demanda por dispositivos maiores – como phablets.

Primeiro painel LCD quad HD AH-IPS, a tela tem 2.560 x 1.440 de resolução e 538 pixels por polegada. Ele reconhece imagens mais nítidas e com quatro vezes mais pixels que os displays HD, que têm 1.280 x 720.

Reprodução

Até vídeos com qualidade semelhante à de um Blu-ray serão vistos com perfeição em aparelhos com tal equipamento, que melhora a percepção de cores e de contraste e nitidez.

Com moldura, o display quad HD tem 1,21 milímetros de espessura, mas, sem, fica em 1,2 mm, o que o faz ser o mais fino do mundo – 12% menor que o painel Full HD de 5,2″ que a empresa mostrou recentemente (veja aqui).